SOMOS

INSPIRAÇÃO

Construímos um caminho de sucesso que inspira nossos funcionários a transformarem suas vidas e a dos pacientes que impactamos todos os dias.

SOMOS

INSPIRAÇÃO

Construímos um caminho de sucesso que inspira nossos funcionários a transformarem suas vidas e a dos pacientes que impactamos todos os dias.

Transformamos histórias diariamente

TRANSFORMAMOS

HISTÓRIAS DIARIAMENTE

Conheça histórias de nossos funcionários que fazem

parte da nossa jornada de transformação.

Conheça histórias de nossos funcionários que fazem parte da nossa parte da nossa jornada de transformação.

Sinto muito orgulho em dizer que sou colaboradora da Medtronic e que meu trabalho gera impacto positivo na vida de pacientes e familiares que esperam por aquela terapia. Orgulho em pertencer Medtonic!!

Graziele Matos

Capital Equipment Neurosurgery

Orgulho de fazer parte dessa companhia que tem uma das mais lindas missões: aliviar a dor, restabelecer a saúde e prolongar a vida e há quase 8 anos de companhia, tenho certeza que estou no lugar certo, pronto para escrever muita história.

André Santos

Tecnologias em Aceleração – ENT

Fazer parte da Medtronic me traz uma gratidão imensa! Além de acreditar na cultura e valores da empresa, tenho muita admiração e orgulho pelas pessoas que trabalham comigo. Além disso, o sentimento é que juntos iremos mais longe é o que alimenta o meu dia – a – dia.

Gabriela Silvestre

Medical Affairs Neurovascular Latam

Trabalhar na Medtronic é poder ajudar uma vida a cada 2 segundos. É poder levar soluções de primeira qualidade que mudam vidas, que transformam famílias e que recuperam alegrias.

Hérica Contri Ribeiro

Marketing Operations

Meu pai foi funcionário da Medtronic de 1973 a 1988. Em 2003, virei funcionário e estou fazendo parte deste time até hoje, ou seja, não sei como é a vida sem a MDT. É uma honra para minha família poder estar presente em 33 dos 50 anos da história da MDT no Brasil.

William Morais

CRHF

Trabalhar em uma empresa humana e que está a cada dia evoluindo mais, só faz com que tenhamos orgulho e satisfação em desenvolver as nossas atividades. Sabemos que o bem maior está protegido nas mãos da Medtronic, a vida!

Lucas Fernandes Silva

Gerenciamento do ritmo cardíaco – CRM

Inovação, coerência e dinamismo. E o que me deixa mais encantada em fazer parte da Medtronic é saber que o produto que eu represento salvou ou contribuiu para o restabelecimento de uma vida. Isso é incrível.

Katrina Vasques Arakaki

Representante de Vendas

Trabalhar na Medtronic é viver a missão da empresa todos os dias, é saber que cada e-mail, cada campanha, cada material que criamos irá impactar mais pessoas e melhorar a qualidade de vida de mais pacientes. É muito orgulho!

Tatiana Valle

Marketing Operations LATAM

Trabalhar na Med me trouxe uma oportunidade que há muito tempo esperava em uma empresa, de empenhar em criar um HUB de Equidade Racial, no qual rapidamente desde o início participo como Líder de KPI’s e finanças.

David Cieri

Supply Chain

Tenho muito orgulho em trabalhar para a Medtronic, pois aqui posso contribuir todos os dias para que a tecnologia de última geração seja acessível a um número cada vez maior de pacientes brasileiros. Sem cada um de vocês, isso não seria possível!

Felipe Barreiro

Vice – Presidente

Para mim, entrar na Medtronic Brasil já foi um passo super especial na minha carreira. Tenho muito orgulho de ter a chance de contribuir para a experiência dos nossos pacientes, e de fazer parte de uma empresa que leva tecnologia para mais vidas a cada dia!

Daiane Leite da Silva

Experiência do Usuário – Diabetes

Trabalhar em prol do bem-estar das pessoas é o que sempre norteou minha vida, e fazer parte da Medtronic é, sem dúvidas, um orgulho para mim. Sou muito feliz por estar onde estou, sem perder minha essência.

Patricia Sericov Mieskalo

Recursos Humanos

Me sinto muito feliz em fazer parte da equipe Medtronic, e saber que diariamente contribuo para que cada vez mais os pacientes tenham acesso a terapias de alta tecnologia e assim melhorem sua qualidade de vida.

Lucas Poiani

Pesquisa Clinica

Trabalhar na Medtronic é ser feliz todos os dias!! Saber que você está contribuindo para aliviar a dor de alguém, isso é gratificante. Sou Feliz por trabalhar na Medtronic!! #soumedtronic

Fernanda Lima Ferreira

Structural Heart

Sinto muito orgulho em dizer que sou colaboradora da Medtronic e que meu trabalho gera impacto positivo na vida de pacientes e familiares que esperam por aquela terapia. Orgulho em pertencer a Medtronic!!!

Graziele Matos

Capital Equipment Neurosurgery

Conheça algumas histórias de nossos funcionários e se emocione conosco

CONHEÇA ALGUNS RELATOS SOBRE COMO UMA
CARREIRA NA MEDTRONIC MUDOU A VIDA DE NOSSOS FUNCIONÁRIOS

CARREIRAS QUE

MUDAM VIDAS

CONHEÇA QUEM AJUDA A CONSTRUIR NOSSA HISTÓRIA DIA A DIA

CONHEÇA QUEM AJUDA A CONSTRUIR NOSSA HISTÓRIA DIA A DIA

Medtronic Brasil: uma empresa que se dedica à Missão de impactar vidas todos os dias.

690

Funcionários (Comercial)

Funcionários

(Comercial)

SEDE

São Paulo

369

Funcionários (Fábricas)

Funcionários

(Fábricas)

2 FÁBRICAS

São Sebastião do Paraíso

Ribeirão Preto

QUER FAZER PARTE DO TIME MEDTRONIC?

Conheça nossas vagas para o Brasil.

QUER FAZER PARTE DO TIME MEDTRONIC?

Conheça nossas vagas para o Brasil.

Conheça as vagas

Mudamos nosso impacto na sociedade através de

Grupos de Recursos de Funcionários

MUDAMOS NOSSO IMPACTO NA SOCIEDADE ATRAVÉS DE GRUPOS DE RECURSOS DE FUNCIONÁRIO

Confira algumas iniciativas transformadoras lideradas por nossos funcionários:

Confira algumas iniciativas transformadoras lideradas por nossos funcionários:

MWN

Atrair, desenvolver, reter e acelerar o avanço das mulheres na companhia. Mais do que uma lista de ações, ela representa a visão do Medtronic Women’s Network (MWN), um comitê formado por funcionárias e funcionários voluntários, que promovem a equidade de gênero na empresa. Criado em 2016, o MWN já contabiliza resultados expressivos. Um deles foi o Prêmio WEPs Brasil 2021– Empresas Empoderando Mulheres – na categoria bronze, conquistado no final do ano passado.

A premiação, oferecida pela Organização das Nações Unidas (ONU), reconhece esforços de empresas que promovem a cultura da equidade de gênero e o empoderamento da mulher. Mas o prêmio revela muito mais. Quando foi criado, o comitê tinha como meta chegar a 2020 com 20% dos cargos de comando ocupados por mulheres. Cinco anos depois, a Medtronic já conta com 52% das posições de liderança ocupadas por elas.

Por trás desse resultado extraordinário existe um programa bem estruturado e conduzido por um time de 25 profissionais de diferentes áreas. O comitê está organizado por pilares, como equilíbrio entre vida pessoal e profissional, ações afirmativas, rede de contatos, mentoria, desenvolvimento profissional, combate à violência contra as mulheres, entre outros.

O grupo conta ainda com o apoio do Man Advocated for Equity (Homens Advogando pela Equidade), que promove ações de conscientização do público masculino.

O empurrão que deu voz e refinamento às estratégias do MWN no Brasil veio no fim de 2019, quando ocorreu a adesão ao Women’s Empowerment Principles (WEP), os princípios da ONU para a equidade de gênero e empoderamento feminino.

Além das ações anuais, como discussão e dicas sobre a saúde cardíaca da mulher e Outubro Rosa, que já fazem parte da agenda global do MWN, o programa tem avançado em outras frentes. Em parceria com Recursos Humanos, conseguiu conquistas como um lactário na sede da companhia para as profissionais que retornam da licença-maternidade e a necessidade de ter ao menos uma mulher em todos os processos seletivos abertos.

Outro passo importante foi eliminar do processo seletivo perguntas que, em geral, são aplicadas às mulheres, como se a candidata é casada e se tem filhos. Internamente, as lideranças incentivam suas funcionárias a aproveitar oportunidades em que podem assumir o protagonismo e liderar iniciativas.

Antes da adesão aos princípios da ONU, a Medtronic já havia construído um código de conduta robusto no qual temas com o assédio moral são tratados com a seriedade que merecem e são abordados nos treinamentos da companhia. Com a adesão ao WEP, entrou em pauta a criação de uma cartilha, a exemplo do que ocorreu também nos comitês Pride e ADN, com expressões que devem ser evitadas porque são pejorativas ou sexistas.

Nesse sentido, o treinamento mais recente envolveu gestores e lideranças para combater o viés inconsciente que faz as pessoas repetirem falas e atitudes machistas automaticamente. O foco agora tem sido discutir outras questões de gênero, como o manterrupting, quando o homem interrompe a fala de uma mulher, completando-a, ou o mansplaining, quando um homem dedica seu tempo a explicar algo óbvio a uma mulher, ignorando sua inteligência.

O isolamento social necessário e o trabalho home office, impostos pela pandemia, trouxeram novas questões para o MWN. Uma delas foi a necessidade de discutir como lidar com a sobrecarga das mulheres que, tradicionalmente, continuam suas jornadas como profissionais e cuidam dos afazeres da casa e dos filhos. A outra, ainda mais séria, foi a violência doméstica, que aumentou em todos os níveis e esferas sociais no último ano no país.

Para ajudar as mulheres de dentro e de fora a passarem por este momento, o comitê realizou um painel com profissionais de diversos cargos para mostrar como lidavam com essas questões. O MAE também organizou um fórum com homens para falar do papel deles no trabalho e nas atividades domésticas, envolvendo profissionais da companhia.

Durante a pandemia, o comitê promoveu sessões que tratavam de temas para desenvolver autoestima, gestão financeira e combate à violência contra a mulher. No fim do ano passado, foi detectado em uma pesquisa com 400 respostas, que mais de 70% das mulheres sentiam falta de temas que envolvessem também o desenvolvimento profissional.

Em julho de 2021, a empresa promoveu iniciativas de gestão comercial, criou o programa Desabrochar e lançou um podcast com entrevistas sobre vários temas desse universo. Estão na pauta assuntos como transformação digital e capacitação para a liderança.

A Medtronic não restringe a atuação do comitê ao ambiente interno. Nesse sentido foram criadas ações como “Elas na Medicina”, com painéis abertos ao público e espaço para médicas que trabalham em áreas eminentemente masculinas falarem de seu dia a dia e sobre os desafios que enfrentam.

Foi realizado ainda um trabalho com a cadeia de valor da empresa que envolveu os escritórios jurídicos que são prestadores de serviços, com ações informativas sobre diversidade e inclusão. E o “Elas pelo Brasil afora”, programa lançado para dar voz às mulheres da companhia, que sentem necessidade de trocar experiências e dar visibilidade ao seu trabalho.

Essas ações resumem a atuação do MWN, que quer servir de exemplo para empresas e parceiros, mostrando o caminho que pode ser trilhado. E mais: ser uma referência entre empregadores e uma inspiração para quem trabalha ou deseja trabalhar na Medtronic. O conselho principal do MWN é fazer a diferença no seu meio – seja qual for – para construir um mundo igualitário.

Confira a galeria de imagens com recordações

PRIDE

A Medtronic ajuda a construir um mundo mais inclusivo e diverso.

Ter a liberdade de ser quem realmente é. É assim que a Medtronic deseja que os funcionários se sintam no ambiente interno ou em contato com clientes e parceiros externos. Foi a partir deste desejo que, em março, nasceu o Pride, orgulho em português, um comitê integrado por funcionários voluntários cujo objetivo é promover a cultura de inclusão e diversidade na empresa.

A principal meta do Pride é construir um ambiente leve, saudável e colaborativo, fazendo com que as pessoas compreendam a diversidade e respeitem, a partir da informação, os integrantes e simpatizantes da comunidade LGBTQIA+ (sigla para lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros, queer, intersexuais, assexuais e outros grupos mais).

Atualmente, o comitê conta com onze funcionários e já tem feito história na Medtronic, apesar do pouco tempo de atuação. “Neste primeiro momento, queremos promover a cultura da diversidade por meio da educação, chamando a atenção para brincadeiras e expressões que não são mais pertinentes entre colegas de trabalho”, afirma Vanessa Ferreira, líder do Pride no Brasil.

Nesse sentido, o grupo está organizando um glossário de termos e expressões preconceituosas que não devem mais ser usados. “Muitas pessoas ainda cometem LGBTfobia por ignorância ou pelo viés inconsciente, que as estimula a reproduzir comportamentos sociais do grupo com o qual se identificam”, explica Vanessa.

Educar e informar é o caminho.

Instituir a política de diversidade, porém sem imposição, é o grande desafio do comitê. Para isso, a estratégia é expandir o conhecimento principalmente por meio de palestras e conversas, mostrando que quem ofende pode estar brincando, mas quem é ofendido não interpreta como brincadeira.

Para esse trabalho, foram ouvidas lideranças da Medtronic que debateram sobre a melhor maneira de uniformizar a informação e disseminar o conhecimento para todos os funcionários, incluindo os das duas fábricas no país, localizadas em Ribeirão Preto (SP) e São Sebastião do Paraíso (MG). As palestras vão explicar, entre outras questões, temas como gênero, sexo biológico e o significado de cada letra da sigla LGBTQIA+, por exemplo.

Em breve, serão abertas também rodas de conversa para familiares dos funcionários e amigos, como parte de um plano de educação ainda mais abrangente.

No futuro, a Medtronic pretende ainda levar essa pauta aos clientes e fornecedores, para que seja possível avançar cada vez mais em relação ao tema e promover ambientes de trabalho seguros, sem receio de represálias, críticas, preconceitos ou retaliações.

Confira a galeria de imagens com recordações

RACIAL

Equidade racial: educar para transformar.

Foi com a certeza de que o racismo não pode ser mais sustentado na sociedade e no mundo corporativo que a Medtronic iniciou no Brasil, em abril de 2021, o ADN, sigla em inglês para a rede de funcionários afrodescendentes.

Trata-se do primeiro, fora da sede global da companhia, a tratar diretamente a equidade racial como objetivo; em um primeiro instante, com a criação de uma política ainda mais inclusiva e que, consequentemente, aumente a representatividade negra da Medtronic no Brasil. “Precisávamos criar um grupo que liderasse a discussão sobre a necessidade de promover a equidade racial e implementar ações de inclusão de negros”, afirma Nathália Santos, líder do ADN.

Os primeiros passos foram dados pelo Medtronic Women’s Network em 2019, Rede de Mulheres da empresa, movida pelo censo realizado na empresa, cujo resultado revelou que havia espaço para melhorar a representatividade negra no seu quadro de funcionários.

A ideia começou a ganhar força quando ocorreu a morte do norte-americano George Floyd, em maio de 2020, nos Estados Unidos. Porém, não podemos esquecer que na mesma época tivemos a morte do menino Miguel Otávio Santana da Silva, de 5 anos que, após ser deixado aos cuidados da patroa da mãe, ficou sozinho dentro de um elevador e isso permitiu que ele caísse do 9º andar de um prédio em Recife.

Do planejamento à ação.

O grupo foi constituído a partir de alguns pilares, como capacitação e desenvolvimento, educação e métricas de sucesso para diversidade e inclusão. O principal foco deste primeiro momento é educação, que norteará as ações pelos próximos dois anos. Uma delas é a criação de uma cartilha, em parceria com a área de comunicação, para desconstruir falas e comentários que não devem mais ser usados por conterem conteúdo racista ou preconceituoso.

A cartilha circulará por todas as áreas, como divisões de negócios, funções, lideranças e manufatura. “Parte desse processo de educar para a diversidade consiste em realizar palestras para disseminar e discutir temas, como o protagonismo negro, inclusão no mercado de trabalho e a questão da mulher negra”, explica Nathália.

Além do planejado, o grupo já entregou ações efetivas. A primeira delas atendeu a uma demanda da equipe de campo: a criação de uma touca hospitalar desenvolvida especialmente para quem tem cabelo afro. A ideia partiu de uma das líderes do comitê após conversas com colegas negros e da observação das dificuldades de quem precisava usar essa proteção nos hospitais, mas não conseguia cobrir os cabelos.

Outro fruto da atividade do grupo foi a apresentação do mote da campanha para este ano: “Do porão ao capitão”, referência à condição em que os negros chegaram ao Brasil e, ao mesmo tempo, estímulo para que conquistem posições de liderança na Medtronic.

De acordo com Nathália, “estes são temas atuais que vão mudar, passo a passo, a forma de enxergar o negro e sua inserção na empresa, criando um ambiente realmente seguro para recrutar e desenvolver mais talentos”. O objetivo do comitê é que não ocupem apenas postos de entrada, mas que possam mostrar, na prática, que todos têm oportunidades iguais, considerando especificidades e características pessoais.

Confira a galeria de imagens com recordações

APOIO AO FUNCIONÁRIO

Gente em primeiro lugar.

É guiada pela missão de contribuir para o bem-estar humano, aliviar a dor, restabelecer a saúde e prolongar a vida, que a Medtronic avança na gestão de quem a cumpre todos os dias, direta ou indiretamente, junto aos pacientes.

Seu quinto pilar, “reconhecer o valor de todos os nossos funcionários, fornecendo uma estrutura de trabalho que permita a satisfação pessoal, segurança, oportunidades de crescimento e meios para compartilhar o sucesso da empresa”, resume bem as ações que foram desenvolvidas nas últimas cinco décadas para atrair, desenvolver e reter talentos.

Além dos serviços que integram normalmente a área de Recursos Humanos, como folha de pagamento, relações com funcionários, recrutamento, seleção e gestão de talentos, a empresa conta com uma equipe multidisciplinar que atua dentro de cada uma dessas divisões com a atenção voltada para tendências e especificidades do nosso país.

O modelo Medtronic é focado em ser cada vez mais digital, em uma proposta de ter materiais disponíveis para consulta 24 horas por dia, sete dias por semana. Assim, qualquer dúvida que o funcionário tenha pode ser esclarecida ao consultar os canais disponíveis.

Além disso, todos os processos internos, como pedidos de contratação, avaliação de desempenho e vagas disponíveis na companhia, estão concentrados nessa plataforma online. Ali, também estão contidas informações de um sistema interno de reconhecimento e premiação por um êxito alcançado ou pelo tempo de casa, por exemplo.

Tudo isso é oferecido sem perder a humanidade, pois as equipes de RH ficam atentas ao que acontece e às adaptações necessárias para atender diferentes demandas.

Exemplo disso foram as adaptações realizadas no início da pandemia. Com o trabalho em casa, para alguns grupos específicos, a companhia ofereceu apoio para contratação de internet, enquanto outros funcionários receberam equipamentos e mobiliário que eram usados no escritório.

Esse cuidado se estendeu com a implementação de uma licença emergencial remunerada de 30 dias para os casos de funcionários com pessoas enfermas na família ou os que apresentaram dificuldades para conciliar a jornada de trabalho online com as atividades familiares.

Além disso, foram reforçados os apoios psicológico, jurídico e cuidados com a saúde e gestão financeira. Esses serviços já eram oferecidos, com atendimento individual e confidencial, e agora ganharam ainda mais relevância.

A tendência é que algumas mudanças implantadas durante a pandemia sejam incorporadas à rotina da companhia, como o trabalho em casa (antes, estava em teste um sistema flexível). A pandemia comprovou que é possível, para funções e determinados perfis de pessoas, continuar o trabalho em casa, por exemplo.

Compromisso está no DNA da Medtronic.

Na última pesquisa de saúde organizacional da Medtronic Brasil, que mediu aspectos como liderança, inovação, ética e cultura, entre outros, o índice geral de aprovação e satisfação chegou a 86% entre os que responderam, também 86% da população.

Todos os aspectos avaliados na pesquisa tiveram resultados superiores neste ano, quando comparados à edição anterior da pesquisa. É a prova de que a política de cuidar e a disposição em ser mais simples, descomplicado e acessível e ao mesmo tempo mais próximo dos funcionários, realmente funciona.

VEJA RECADOS DE ALGUNS DE NOSSOS LÍDERES

Inovação não faz só parte do DNA da empresa, mas também

da essência de todos os que lideram a Medtronic Brasil.

Inovação não faz só parte do DNA da empresa, mas também da essência de todos os que lideram a Medtronic Brasil.

VEJA O QUE ACONTECEU QUANDO NOSSO

VICE-PRESIDENTE FEZ UMA CHAMADA DE SURPRESA

PARA QUEM FAZ PARTE DESSA HISTÓRIA

VEJA O QUE ACONTECEU QUANDO NOSSO VICE-PRESIDENTE FEZ UMA CHAMADA DE SURPRESA PARA QUEM FAZ PARTE DESSA HISTÓRIA

Reg. 10349000535; 10349000969; 10349000322; 10349000386; 10349000483; 10349000235; 10349000388; 10349000393; 10349000598; 10349000535; 10349000445; 10339190160; 10349001064; 10349000424; 10349000423; 10349000425; 10349000904; 10349000905; 10349000584. © 2021 Medtronic. Todos os direitos reservados. Medtronic, o logo da Medtronic e Outros são, em conjunto, marcas registradas da Medtronic. ™*Marcas de terceiros são marcas registradas de seus respectivos proprietários. Todas as outras marcas são marcas registradas de uma empresa da Medtronic. M. Luz 09/2021